Dia Mundial dos Pobres no Vaticano: Missa e almoço com o Papa

16/11/2017

Neste domingo, 19, será celebrado o 1º Dia Mundial dos Pobres, data instituída pelo Papa Francisco na conclusão do Jubileu da Misericórdia. Entre as atividades preparadas para esse dia no Vaticano, está um almoço do Papa Francisco com 1500 pessoas menos favorecidas.

A iniciativa é organizada pelo Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização. Em comunicado, o órgão informa que mais de quatro mil pessoas, entre necessitados e pobres, devem participar da Missa presidida pelo Papa Francisco na Basílica de São Pedro. Terminada a celebração, 1500 delas serão recebidas na Sala Paulo VI para um almoço festivo com o Papa Francisco.

O almoço será animado pela Banda da Gendarmaria Vaticana e pelo coral "Le Dolci Note, composto por crianças de 5 a 14 anos. As outras 2500 pessoas serão transferidas para colégios católicos de Roma também para um almoço festivo. As pessoas serão servidas por 40 diáconos da diocese de Roma e por cerca de 150 voluntários provenientes das paróquias de outras dioceses.

O Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização dirigiu-se a algumas associações de voluntariado, como a Cáritas e Comunidade de Santo Egídio bem como a realidades próximas das pessoas marginalizadas e às paróquias, a fim de que conseguissem envolver todos os necessitados para participar deste Dia. Esses organismos responderam generosamente, dando suporte para a organização da data.

Entre as iniciativas que surgiram em preparação à data, está uma ação de solidariedade que oferece, gratuitamente para quem desejar, análises clínicas, com especialistas de cardiologia, dermatologia, e ginecologia, por exemplo. Os atendimentos estão ativos desde segunda-feira, 13, até domingo, 19, das 9h às 16h (hora local). A realização desta iniciativa foi possível graças à disponibilidade e à generosidade das instituições médicas que colaboraram

No sábado, 18, às 20h (hora local), na Basílica de São Lourenço Fora dos Muros, haverá uma vigília de oração pelo mundo do voluntariado que todos os dias, no silêncio de seu coração, oferece alívio e alegria a tantos pobres.

Na Itália e no resto do mundo, as paróquias acolheram com entusiasmo o convite do Papa Francisco, com tantas iniciativas em favor das pessoas menos afortunadas.

Por Canção Nova, com Rádio Vaticano